17°C 29°C
Água Fria, BA
Publicidade

Melo e Matos param nas oitavas de final em Wimbledon

Nesta segunda-feira (8), o jogo foi diante de Heliovaara e Patten. Dupla brasileira deixa o Grand Slam com duas vitórias e boas atuações. Na gira na grama, comemorou o título em Stuttgart

08/07/2024 às 23h28
Por: Redação EF
Compartilhe:
Divulgação
Divulgação

Após a maratona de quase 3 horas na segunda rodada, Marcelo Melo e Rafael Matos voltaram à quadra nesta segunda-feira (8), em Wimbledon, pelas oitavas de final. O mineiro e o gaúcho pararam diante da dupla do finlandês Harri Heliovaara e do britânico Henry Patten, que marcaram 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7-1) e 6/2, em 1h23. Foi a 17ª participação de Melo no Grand Slam, em Londres, na Inglaterra, torneio em que conquistou o título em 2017. Melo e Matos deixam o All England Club com duas vitórias e boas atuações, nesse início de parceria dos brasileiros.

Continua após a publicidade

"Hoje não deu para nós aqui. Eles jogaram realmente muito bem. Acho que o Patten sobressaiu no jogo, esteve muito bem nos pontos cruciais. Jogamos um belo primeiro set. Tivemos uma oportunidade de break para passar na frente, que poderia ter mudado o jogo ou não, a gente não sabe", explicou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Alto Giro, com apoio de Volvo, Head e Asics.

"De qualquer forma, foi uma boa campanha minha e do Rafa. Começamos a jogar juntos, fizemos terceira rodada, tivemos bons jogos. Uma pena não ter seguido, mas acho que a nossa dupla evoluiu muito nesse torneio. Tem um belo caminho pela frente. Se seguirmos desse jeito, com certeza, resultados grandes virão", completou.

Melo e Matos jogaram uma sequência de três torneios na grama e foram campeões no ATP 250 de Stuttgart, na Alemanha. Além de Wimbledon e Stuttgart, a dupla brasileira esteve também no ATP 250 de Eastbourne, na Inglaterra.

Continua após a publicidade

O jogo - O primeiro set do jogo desta segunda-feira repetiu o da segunda rodada: sem quebras e decidido no tie-break. Melo e Matos tiveram uma chance de break no sétimo game, para passar à frente, quando estava empatado em 3-3. Mas, os adversários salvaram. E, no décimo segundo game, foi a vez do mineiro e do gaúcho salvarem um set point, com a definição indo para o tie-break, em que o finlandês e o britânico marcaram 7-1. No segundo set, Heliovaara e Patten conseguiram o break logo no primeiro game e quebraram mais uma vez, no quinto. O mineiro e o gaúcho salvaram três match-points no sétimo game, mas os adversários fecharam em seguida, 6/2.

Parceria desde maio - Melo e Matos estão jogando desde maio, conquistando o primeiro título juntos, o do ATP 250 de Stuttgart, em junho. Disputaram o ATP 250 de Genebra, na Suíça, Roland Garros, Grand Slam em Paris, na França, os ATP 250 de Stuttgart e Eastbourne e agora Wimbledon, com sete vitórias desde então.

Vinte vitórias em 2024 - Esta é a 18ª temporada de Melo no circuito. O mineiro soma 632 vitórias na carreira. Em 2024, são 20 - uma no ATP 250 de Adelaide, na Austrália, duas no ATP 250 de Buenos Aires, na Argentina, duas no ATP 250 de Santiago, no Chile, uma no Masters 1000 de Indian Wells, duas no Masters 1000 de Miami, ambos nos Estados Unidos, quatro no Masters 1000 de Monte Carlo, em Mônaco, uma no Masters 1000 de Roma, na Itália, uma em Roland Garros, quatro em Stuttgart e duas em Wimbledon.

No ranking da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), Melo aparece como 41 do mundo, com 2.040 pontos. Matos é 40 no ranking, com 2.100 pontos.

Continua após a publicidade

Recordista em títulos, número de vitórias, participações em Grand Slam, ATP Finals e semanas no topo do ranking - Marcelo Melo, 40 anos, é recordista brasileiro em número de títulos, 38 conquistas. Dos títulos, todos em duplas, dois são Grand Slam – Roland Garros, na França (2015) e Wimbledon, em Londres (2017) e nove Masters 1000, além de 11 ATP 500 e 16 ATP 250. Tem o recorde, também, em semanas no topo do ranking da ATP – 56, único brasileiro na história a ser número 1 do mundo em duplas e esteve entre os Top 10 por oito temporadas seguidas.

Duplista mais vitorioso em atividade no circuito, é o maior vencedor entre os brasileiros, tendo alcançado na estreia em Roland Garros 2023 a histórica marca de 600 vitórias. Entre os jogadores de dupla em atividade, Melo é o primeiro a chegar aos 1.000 jogos, mais uma marca histórica, conquistada em Atlanta 2023 - antes, 13 duplistas atingiram e superaram esse número.

É recordista em participações em Grand Slam, com 67 edições, e em presença no ATP Finals – completou oito seguidas em 2020. Em 2019 chegou a 500 vitórias, na estreia no ATP 500 de Washington, passando a ser o 35º jogador de todos os tempos a atingir essa marca.

O primeiro título de Marcelo em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Tem dois Grand Slam, além de um vice em Londres (2013) e um vice (2018) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Xangai 2018 chegou ao nono, depois de ganhar Xangai (2013 e 2015), Paris (2015 e 2017), Toronto (2016), Cincinnati (2016), Miami (2017) e Madri (2017).

Temporada 2024

Campeão
ATP 250 de Stuttgart - Alemanha

Vice-campeão
Masters 1000 de Monte Carlo - Mônaco

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Água Fria, BA
18°
Tempo nublado

Mín. 17° Máx. 29°

18° Sensação
2.14km/h Vento
86% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
05h55 Nascer do sol
05h27 Pôr do sol
Ter 25° 17°
Qua 26° 17°
Qui 24° 17°
Sex 25° 17°
Sáb 29° 18°
Atualizado às 06h01
Economia
Dólar
R$ 5,60 +0,00%
Euro
R$ 6,10 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,63%
Bitcoin
R$ 400,843,60 +0,23%
Ibovespa
127,616,46 pts -0.03%
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias